Valtteri Bottas vence GP do Azerbaijão

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Fórmula 1, Últimas Notícias
Publicado domingo, 28 de abril de 2019 as 13:14, por: CdB

Bottas, que largou na pole position e no ano passado viu a vitória escapar por conta de um pneu furado, ganhou desta vez dominando a corrida e chegou aos 88 pontos no Mundial.

Por Redação, com EFE – de Baku

O finlandês Valtteri Bottas liderou a dobradinha da Mercedes, à frente do seu companheiro, o britânico Lewis Hamilton, no Grande Prêmio do Azerbaijão e reassumiu a liderança no Mundial de Fórmula 1 depois de quatro corridas.

O finlandês Valtteri Bottas liderou a dobradinha da Mercedes

Bottas, que largou na pole position e no ano passado viu a vitória escapar por conta de um pneu furado, ganhou desta vez dominando a corrida e chegou aos 88 pontos no Mundial, enquanto Hamilton soma 87 na vice-liderança.

O circuito de Baku tem um traçado sinuoso e uma corrida imprevisível, não só porque teve três ganhadores diferentes em três anos (Nico Rosberg em 2016, Daniel Ricciardo em 2017 e Hamilton em 2018), mas porque nos dois últimos o piloto que largou na pole nem sequer subiu ao pódio.

Enquanto as duas Mercedes dominavam a corrida, o monegasco Charles Leclerc (Ferrari), que largou em nono, foi ganhando posições em um ritmo espetacular. Em dez voltas, já era o quarto, à caça de Bottas, Hamilton e seu companheiro de equipe, o alemão Sebastian Vettel, que fez sua primeira parada na 12ª volta.

Quando Bottas e Hamilton foram para os boxes, Leclerc assumiu a liderança e tirou o máximo de seus pneus. Atrás, o finlandês demoraria a alcançá-lo e ultrapassá-lo na volta 32, enquanto Hamilton também se aproximava do monegasco.

Leclerc foi aos boxes na 35ª volta para colocar pneus macios e as duas Mercedes retomaram a briga pela ponta, com a Ferrari de Vettel a dois segundos de Hamilton.

No final, Bottas conseguiu segurar a ponta e Hamilton garantiu a dobradinha da equipe alemã, enquanto Vettel fechou o pódio em terceiro. O holandês Max Verstappen, da Red Bull, foi o quarto e Leclerc, que levou o ponto extra pela volta mais rápida da corrida (1m43s009, recorde da pista), terminou em quinto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *