Vereador de Duque de Caxias é assassinado a tiros

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 13 de setembro de 2021 as 10:52, por: CdB

Quinzé é o segundo vereador de Duque de Caxias assassinado este ano. Em março, Danilo Francisco da Silva, o Danilo do Mercado, e o filho dele, Gabriel da Silva, de 25 anos, foram assassinados em Caxias.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

Foi morto a tiros na noite de domingo o vereador de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, Joaquim José Quinze Santos Alexandre, conhecido como Quinzé.

Vereador de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, Joaquim José Quinze Santos Alexandre

De acordo com a Secretaria de Estado de Polícia Militar, o 21º Batalhão da PM (BPM), de São João de Meriti, foi acionado para verificar uma ocorrência de homicídio na Avenida Estácio de Sá, no Parque Novo Rio, em São João de Meriti.

“No local, o fato foi constatado, e a vítima foi identificada como ex-policial militar e vereador do município de Duque de Caxias. A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense foi acionada para realizar a perícia no local”, diz a nota da Polícia Militar.

A Polícia Civil informou que “as investigações estão em andamento para identificar a autoria do crime. A perícia foi realizada no local e diligências seguem para esclarecer o caso”.

Quinzé é o segundo vereador de Duque de Caxias assassinado este ano. Em março, Danilo Francisco da Silva, o Danilo do Mercado, e o filho dele, Gabriel da Silva, de 25 anos, foram assassinados em Caxias.

Niterói

Policiais civis da 78ª DP (Fonseca) prenderam, no domingo, o homem que tentou matar a própria companheira a facadas, em Niterói. Ele se apresentou à delegacia com seu advogado, sendo cumprido o mandado de prisão temporária de 20 dias expedido pela Justiça.

O crime ocorreu na última quinta-feira, enquanto a vítima dormia. Uma testemunha prestou depoimento e os agentes realizaram diversas diligências para localizar o suspeito. A mulher está internada e será ouvida quando receber alta médica.

Traficante internacional de drogas

Policiais civis da 24ª DP (Piedade) prenderam em flagrante, no sábado, um criminoso natural da Colômbia que atua no tráfico internacional de drogas como uma espécie de “matuto”, fornecedor de drogas. Segundo as investigações, ele seria responsável por trazer ao Brasil grandes remessas do entorpecente “Skunk Colômbia Gold”, uma “super maconha”, que tem maior valor comercial do que a maconha convencional.

O traficante estava sendo monitorado pela equipe da 24ª DP havia um mês. Antes de ser capturado, ele foi visto conduzindo um veículo até uma casa no bairro Brasilândia, em São Gonçalo. Os agentes desconfiaram que ele havia buscado drogas e abordaram o carro. Ele foi capturado em um dos acessos da Ponte Rio-Niterói, próximo ao bairro Porto da Pedra, também em São Gonçalo. Durante revista, os policiais encontraram diversos tabletes da droga embalados em sacos no porta-malas do veículo.

Uma parte da equipe retornou até a casa em São Gonçalo e encontrou outros tabletes de “skunk”, uma balança de precisão, cadernos de anotação com movimentação do tráfico, etiquetas para endolação das drogas e dinheiro. Na residência estava o comparsa dele, que também foi preso. No total, os agentes apreenderam cerca de 20 quilos da droga, que seriam revendidos pelo valor de R$ 8 mil.

Segundo os policiais, o traficante integra um cartel de drogas na Colômbia, que recebe e escoa o produto pelo estado do Amazonas em rotas fluviais até o Rio de Janeiro, onde a mercadoria é transportada por meio de rodovias. Ainda segundo os agentes, o homem já foi condenado a 17 anos de prisão por traficar drogas pela Justiça do estado do Amazonas. Na época do fato, ele foi capturado no bairro Copacabana, Zona Sul do Rio, tendo ingressado no sistema penitenciário carioca em julho de 2005, onde permaneceu preso até julho de 2014. Ele possui anotação criminal e condenação por uso de documento falso e já foi investigado pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code