Wenger deixará o Arsenal após duas décadas no comando

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 20 de abril de 2018 as 12:13, por: CdB

Um comandante do Exército russo também disse que Moscou estudará fornecer o sistema S-300 à aliada Síria após os ataques dos EUA

Por Redação, com Reuters – de Moscou:

Arsène Wenger deixará o comando do Arsenal no fim da atual temporada depois de um reinado de quase 22 anos que fez dele o treinador mais bem-sucedido da história do time inglês.

Técnico do Arsenal, Arsene Wenge

– Depois de pensar com cuidado e debater com o clube; sinto que o final da temporada é a hora certa para eu sair – disse o francês em um comunicado emitido pelo time nesta sexta-feira.

Wenger, de 68 anos, comanda o clube do norte de Londres desde outubro de 1996; e é de longe o técnico mais longevo do futebol inglês. Seu contrato duraria até o encerramento da próxima temporada.

Campeonato Inglês

Atualmente o Arsenal está em um distante sexto lugar no Campeonato Inglês; mas na semifinal da Liga Europa, que representa sua única chance realista de participar da próxima temporada da Liga dos Campões.

– Sou grato por ter tido o privilégio de servir o clube durante tantos anos memoráveis. Comandei o clube com comprometimento e integridade totais – afirmou Wenger; que conclamou os torcedores a apoiarem o time para que encerre a temporada em alta.

Stan Kroenke, sócio majoritário do Arsenal, disse ter se tratado de “um dos dias mais difíceis que já tivemos em todos nossos anos no esporte”.

– Uma das principais razões de termos nos envolvido com o Arsenal foi o; que Arsène trouxe ao clube dentro e fora do campo. Sua longevidade e consistência durante um período tão prolongado no nível mais alto do esporte jamais serão igualadas – disse.

Liga inglesa

Wenger conquistou três títulos da liga inglesa, o que incluiu passar uma temporada inteira invicto; sete Copas da Inglaterra e levou o Arsenal à Liga dos Campões durante 20 anos seguidos. O time conquistou a liga inglesa e a Copa da Inglaterra no mesmo ano, em 1998 e 2002.

O clube disse que um sucessor será nomeado assim que possível; e o alemão Thomas Tuchel, desempregado desde que deixou o Borussia Dortmund quase um ano atrás, é o favorito das casas de aposta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *