WhatsApp se despedirá de smartphones antigos

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Redes Sociais, Tablet & Celulares, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 1 de outubro de 2019 as 11:23, por: CdB

O famoso aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp irá parar de fornecer suporte para sistemas operacionais antigos.

Por Redação, com Sputnik – de Washington

O WhatsApp anunciou que irá parar de funcionar em sistemas operacionais antigos, decretando a aposentadoria de muitos smartphones.

O WhatsApp anunciou que irá parar de funcionar em sistemas operacionais antigos
O WhatsApp anunciou que irá parar de funcionar em sistemas operacionais antigos

O famoso aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp irá parar de fornecer suporte para sistemas operacionais antigos, anunciou a empresa em seu blog.

A partir de fevereiro de 2020, a versão Android 2.3.7 e predecessoras, assim como o iOS7 e anteriores, perderão acesso ao aplicativo. Isso significa que as contas cadastradas não serão mais atualizadas e o usuário não terá acesso a novas mensagens.

O aplicativo também se despediu definitivamente do já moribundo Windows Phone: “Você não poderá mais usar o WhatsApp em nenhum sistema operacional do Windows Phone após 31 de dezembro 2019 e o aplicativo pode não estar disponível na Microsoft Store depois de 1 julho deste ano”, explicou a empresa.

“Como nós deixamos de desenvolver para esse sistema operacional, algumas funções podem parar de funcionar a qualquer momento”, detalhou o comunicado.

O sistema operacional Windows Phone foi lançado pela Microsoft em outubro de 2010, mas não atendeu às expectativas. A empresa anunciou, em janeiro deste ano, que iria deixar de fornecer suporte ao software a partir de dezembro.

O impacto

O impacto da medida adotada pelo WhatsApp será sentido por aqueles que ainda utilizam aparelhos um tanto ultrapassados, que são a minoria dos usuários.

De acordo o portal Techradar, citando dados do Google, somente 0,3% dos usuários de Android estão utilizando os sistemas operacionais que serão bloqueados, enquanto 5% dos usuários de iOS terão que buscar outras alternativas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *