Yoga: prática vai além da atividade física e promove equilíbrio

Arquivado em: Destaque do Dia, Saúde, Últimas Notícias, Vida & Estilo
Publicado sexta-feira, 6 de abril de 2018 as 12:37, por: CdB

A Yoga tem origem indiana e ainda melhora a aptidão física e confere força e flexibilidade de maneira geral. O Brasil é líder na oferta de modalidades na atenção básica da rede de saúde pública

Por Redação, com ACS – de Brasília:

A prática, amplamente disseminada em academias e parques espalhados por todo o país, também faz parte da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC).

A Yoga tem origem indiana e ainda melhora a aptidão física e confere força e flexibilidade de maneira geral

O Brasil é líder na oferta de modalidades na atenção básica da rede de saúde pública. A PNPIC foi publicada em 2006 e, agora; são 29 práticas integrativas e complementares oferecidas à população com 1,4 milhões de atendimentos individuais e 5 milhões de brasileiros atendidos; incluindo 35 mil sessões de Yoga. 

– As práticas integrativas têm uma abordagem de cuidado; que amplia o olhar do profissional de saúde e as opções terapêuticas. Meditação, Yoga Tai Chi não são práticas simples de atividade física. Elas promovem o autocuidado e autoconhecimento; além de melhorar a  respiração o movimento das articulações – explica Daniel Amado, coordenador Nacional de Práticas Integrativas e Complementares do Ministério da Saúde.

O objetivo das práticas integrativas não é substituir o tratamento convencional. Um profissional que faz uma avaliação de um paciente com uso contínuo da medicação para hipertensão; por exemplo, pode receitar a prática de atividade física; indicar mudanças alimentares e trabalhar outras questões, como problemas familiares. É um olhar mais ampliado”, explica Daniel.

Mais sobre a Yoga

A Yoga trabalha diversos aspectos do corpo, da mente e do espírito. Os primeiros estudos científicos foram conduzidos em 1924 pelo Swami Kuvalayananda; que é considerado o pioneiro da yogaterapia. 

A atividade

A atividade trabalha o praticante em seus aspectos físico, mental, emocional; energético e espiritual visando à unificação do ser humano em Si e por si mesmo. Constitui-se de vários níveis; sendo o Hatha Yoga um ramo do Yoga que fortalece o corpo e a mente através de posturas psicofísicas (ásanas); técnicas de respiração (pranayamas), concentração e de relaxamento.

Entre os principais benefícios podemos citar a redução do estresse; a regulação do sistema nervoso e respiratório; o equilíbrio do sono; o aumento da vitalidade psicofísica; o equilíbrio da produção hormonal; o fortalecimento do sistema imunológico; o aumento da capacidade de concentração e de criatividade e a promoção da reeducação mental; com consequente melhoria dos quadros de humor; o que reverbera na qualidade de vida dos praticantes.

Redução de obesidade e outros benefícios

Com mais de 30 instrutores no Distrito Federal pela Gerência de Práticas Integrativas em Saúde, o Hatha Yoga promove; segundo os praticantes, como benefícios a melhora da qualidade do sono, redução da ansiedade, melhora da postura corporal; flexibilidade e sensação de bem-estar. 

As informações são da Cristina Serafim; responsável técnica Distrital de Hatha Yoga da Secretaria de Saúde do DF; que reforça que essa prática não pode ser vista apenas como uma atividade física.

Atividade física

– O Yoga não deve ser definido simplesmente como atividade física, uma vez que, trata-se de um sistema amplo e milenar de conhecimentos; e sua prática diferencia-se pelas posturas psicofísicas; movimentos coordenados com a respiração e uma atitude de atenção plena.

Integra corpo, mente e energia vital e seus benefícios físicos e psicológicos são comprovados por evidências científicas: prevenção da osteoporose, melhora do fluxo do sistema linfático; diminuição de dores nas costas, promove equilíbrio postural e físico; aumenta a massa e tonicidade muscular, melhora problemas respiratórios; melhora da circulação sanguínea, dá apoio a terapias de emagrecimento; e ainda é excelente para pessoas com problemas de articulações por ser exercício de baixo impacto“.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *