Zidane diz que não há desculpas para fragilidades do Real Madrid

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 9 de novembro de 2020 as 13:18, por: CdB

Zidane teve que se virar sem seis jogadores, já que o meio-campista Casemiro e Eden Hazard, contratado por um valor recorde, foram diagnosticados com covid-19, mas disse que nada desculpa o desempenho do clube.

Por Redação, com Reuters – de Madri/Londres

Zinedine Zidane, técnico do Real Madrid, disse que seu time não pode se esconder atrás das decisões do árbitro ou de suas lesões e doenças depois da derrota de 4 a 1 para o Valência no domingo.

Técnico do Real Madrid, Zinedine Zidane, durante partida contra a Inter de Milão pela Liga dos Campeões
Técnico do Real Madrid, Zinedine Zidane, durante partida contra a Inter de Milão pela Liga dos Campeões

O Real concedeu três pênaltis pela primeira vez em sua história, todos eles conferidos por Carlos Soler, e Raphael Varane ainda fez um gol contra depois de Karim Benzema colocar os campeões na frente.

Zidane teve que se virar sem seis jogadores, já que o meio-campista Casemiro e Eden Hazard, contratado por um valor recorde, foram diagnosticados com covid-19, mas disse que nada desculpa o desempenho do clube.

– Podemos procurar mil desculpas e qualquer um pode encontrar qualquer razão que quiser para explicar isto, mas não deveríamos estar procurando desculpas, todos no elenco são jogadores do Real Madrid – disse.

O treinador criticou a equipe por reagir tão mal depois que Soler empatou após o gol inicial de Benzema.

– Jogamos bem na primeira meia hora, mas o jogo mudou completamente depois que eles empataram. Isto nos aconteceu várias vezes, e não gosto disso.

Já o goleiro Thibaut Courtois achou que seu time teve azar.

– Estávamos muito motivados para vencer o jogo no intervalo, mas tive que fazer uma defesa assim que o segundo tempo começou e depois concedemos dois pênaltis – disse.

– Acho que (o atacante do Valência) Maxi Gomez fez falta em Marcelo, mas Maxi gritou mais alto e eles deram pênalti. Também houve uma falta em Asensio, estávamos falando disso no vestiário, mas não dá para mudar nada no vestiário.

Manchester City

O meio-campista do Manchester City Kevin De Bruyne desperdiçou um pênalti na partida em que seu time empatou em casa por 1 a 1 com o Liverpool, no domingo, pela Premier League.

O Liverpool abriu o placar aos 13 minutos, quando Sadio Mané invadiu a área e caiu após o contato de Kyle Walker, e Mohamed Salah converteu a penalidade.

O City chegou ao empate com um belo gol aos 31 minutos. De Bruyne encontrou Gabriel Jesus na área e o brasileiro se livrou de Trent Alexander-Arnold para encontrar espaço e superar o goleiro Alisson.

A equipe do City, então, desperdiçou a oportunidade de virar o jogo três minutos antes do intervalo, quando De Bruyne perdeu um pênalti, marcado depois que o cruzamento do meio-campista atingiu o braço de Joe Gomez e o árbitro Craig Pawson foi verificar no monitor à beira do campo.

No entanto, a emoção dos primeiros 45 minutos não se repetiu após o intervalo. O City teve maior controle da partida, mas tinha dificuldade em criar chances reais de gol.

Ederson ainda fez boa defesa em finalização de Diogo Jota e na outra ponta do campo Gabriel Jesus errou o alvo ao receber passe de João Cancelo sem marcação dentro da área.

O Liverpool está em terceiro lugar com 17 pontos em oito jogos, e o City é o 11º colocado, com 12 pontos, tendo disputado um jogo a menos.