Zidane deve retornar ao Real Madrid para substituir Solari

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 11 de março de 2019 as 12:56, por: CdB

Zidane conquistou três títulos consecutivos da Liga dos Campeões com o Real antes de renunciar ao cargo em maio do ano passado.

Por Redação, com Reuters – de Madri/Barcelona

O Real Madrid deve demitir o técnico Santiago Solari e reconduzir o multicampeão Zinedine Zidane ao cargo nesta segunda-feira, de acordo com vários relatos da mídia espanhola.

Ex-técnico do Real Madrid Zinedine Zidane

Zidane conquistou três títulos consecutivos da Liga dos Campeões com o Real antes de renunciar ao cargo em maio do ano passado.

A temporada inteira do Real entrou em colapso no espaço de uma semana, com duas derrotas para o Barcelona que resultaram na eliminação do time da Copa do Rei e numa desvantagem de 12 pontos na luta pelo título espanhol. O Real também foi eliminado da Liga dos Campeões na última terça-feira pelo Ajax.

O ex-técnico da Espanha Julen Lopetegui substituiu Zidane em maio, mas foi demitido em outubro, quando Solari assumiu o comando do time do Santiago Bernabéu.

Zidane, que assumiu o time pela primeira vez em janeiro de 2016, venceu a Liga dos Campeões naquela temporada, antes de conquistar a dobradinha da liga espanhola e da Champions em 2017.

Cinco dias depois de uma terceira vitória na final da Liga dos Campeões da última temporada contra o Liverpool, o técnico francês e ex-meia do Real Madrid decidiu se afastar do futebol, dizendo que era o momento certo para partir.

O ex-jogador de 46 anos venceu nove troféus em Madri e é considerado um herói pelos torcedores.

O trabalho de Zidane agora será manter o time entre os quatro primeiros colocados da liga espanhola para garantir classificação para a Liga dos Campeões na próxima temporada. O Real está em terceiro com 11 jogos para jogar e 10 pontos à frente do quinto lugar.

Solari venceu por 4 a 1 o Real Valladolid no domingo, no que parece ter sido seu último jogo como técnico do Real Madrid.

Coutinho pode ter nova chance com torcedores do Barça

Philippe Coutinho foi vaiado pelos próprios torcedores por não ter brilhado diante do Rayo Vallecano no sábado, mas o jogador contratado pelo Barcelona por um valor recorde pode ter outra chance de conquistá-los nesta semana, já que Ousmane Dembélé deve perder o confronto da Liga dos Campeões com o Olympique de Lyon.

Dembélé saiu do banco e ajudou o Barça a conquistar uma vitória difícil pela liga espanhola por 3 a 1, enquanto o titular Coutinho foi incapaz de se destacar ou de se entrosar com Lionel Messi e Luis Suárez.

Os torcedores expressaram sua insatisfação com o brasileiro quando ele foi substituído aos 35 minutos do segundo tempo por Ivan Rakitic, que logo armou um gol para Suárez e ajudou o time a obter uma vitória que o manteve na liderança com sete pontos de vantagem e em busca de sua primeira tríplice coroa desde 2015.

Após um empate sem gols com o Lyon na partida de ida, o Barça precisa vencer a partida de volta, na quarta-feira, para avançar na Liga dos Campeões, mas provavelmente não contará com o ritmo e a imprevisibilidade de Dembélé, que terminou o jogo contra o Rayo com uma lesão no tendão.

Até o momento Coutinho, que o Barça comprou do Liverpool por um valor recorde para o clube de US$ 185 milhões em janeiro de 2018, não deu muitos sinais de que compensará a ausência do francês diante do Lyon.

Ele tem seis gols e cinco assistências no Campeonato Espanhol e na Champions, e desde outubro não marca nenhum a não ser pela Copa do Rei.

O zagueiro Gerard Piqué defendeu Coutinho depois das vaias no Camp Nou, mas também o incitou a elevar o nível de seu jogo.

– Philippe está tendo uma boa temporada, mas obviamente sua etiqueta de preço foi muito grande e isso significa que há expectativas maiores com suas atuações – disse Piqué.

– Você tem que aceitar a reação dos torcedores porque eles são nossos fãs, mas dentro do vestiário os jogadores lhe dão todo o apoio do mundo.

O técnico Ernesto Valverde também expressou apoio a Coutinho, mas tem se inclinado a deixá-lo de fora de sua escalação nos jogos mais importantes desta campanha.

– Estamos em um clube no qual há uma expectativa enorme de vitórias, então não deveríamos dar importância demais ao fato de ele ser vaiado – disse.

– Ele continua lutando para fazer gols, e sempre esperamos que ele tire um coelho da cartola. Mas o trabalho dele salta aos olhos, o segredo é perseverar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *