Benedita lamenta que esquerda não foi capaz de formar uma frente, no Rio de Janeiro

Arquivado em: Política, Últimas Notícias
Publicado domingo, 27 de setembro de 2020 as 16:50, por: CdB

Em campanha, a partir deste domingo, a candidata petista à prefeitura do Rio, Benedita da Silva, sublinhou que a frente política seria uma marco na história da Cidade e que o momento seria totalmente favorável para a esquerda, que precisa fazer enfrentamento ao fascismo que cresce, em todo o país.

Por Redação – do Rio de Janeiro

Candidata à prefeitura do Rio de Janeiro pelo PT, Benedita da Silva, em campanha iniciada neste domingo, afirmou que lamenta o fato de a esquerda não ter sido capaz de formar uma frente para enfrentar o ‘gigante do neofascismo’, na eleição deste ano. Benedita se disse à disposição para ocupar qualquer cargo, em qualquer nível, desde que a aliança acontecesse.

Benedita afirmou que concordaria em ocupar qualquer cargo, na composição para uma frente de esquerda à prefeitura do Rio
Benedita afirmou que concordaria em ocupar qualquer cargo, na composição para uma frente de esquerda à prefeitura do Rio

— Os nossos partidos têm que tomar juízo e começar a entender o que pensam essas pessoas que nós queremos representar. O que elas estão pensando de nós? Elas não estão entendendo por que não saiu uma aliança no Rio. Eu me coloquei à disposição, ‘está bem, vou ser vice, não tem problema para mim’ — afirmou a candidata, a jornalistas.

Enfrentamento

Ainda segundo a deputada petista, “o problema é que a gente tinha que fortalecer a nossa frente, criar essa frente”.

— Isso para mim não é emprego, eu posso vice, posso ser candidata a vereadora, posso ser qualquer coisa contanto que a gente consiga somar para fazer esse enfrentamento. Eu sou despojada dessa questão — acrescentou.

Um marco

Benedita da Silva ainda disse que a frente política seria uma marco na história da cidade do Rio e que o momento é totalmente favorável para a esquerda na região.

— Não conseguimos, ia ser um marco na cidade do Rio de Janeiro, mas não conseguimos. Do jeito que está a cidade, nós tínhamos tudo, tudo, tudo para virar mesmo o jogo, mas virar pesado o jogo se tivéssemos todo mundo juntinho. Nós acabamos colaborando com aquilo que nós queremos acabar — concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *