segunda-feira, 22 de maio de 2017 • ANO XVII • N° 6.325

Nosso caminho

Por Gilberto de Souza, editor-chefe do Correio do Brasil

 

Jornal Correio do BrasilConfiança é uma coisa rara, que se fortalece com o tempo. Consolida-se, dia após dia. Somente na luta é que se reconhece quem sempre esteve ao nosso lado, seja nos momentos de festa, como nas eleições do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da presidenta Dilma Rousseff, seja na campanha mais aguerrida. Na hora do embate contra as forças da direita, antes do voto na urna, da vitória sobre os conservadores mais abastados, é que sabemos onde acompanhar a verdade dos fatos, sem manipulações e de forma corajosa. É no Correio do Brasil.

O CdB é um diário completo, com notícias de política, negócios, esportes, mundo, gente e muito mais. Mas, principalmente, é um jornal com credibilidade. Diz o que diz de forma segura, sem meias palavras. Foi assim quando publicou, com exclusividade, o depoimento da artista plástica Sheila Canevacci Ribeiro, quando ela protestou contra a campanha que a mulher do então candidato conservador José Serra realizava para difamar a candidata Dilma Rousseff, em 2010. O Correio do Brasil foi o primeiro a publicar a entrevista em que Sheila revela o diálogo no qual Verônica Serra admite ter feito um aborto e o quanto o fato lhe teria marcado a vida, o que não combinava com a tentativa de criminalizar o que deve ser uma opção íntima de cada mulher com a sua consciência e, antes de tudo, uma questão de saúde pública. Muito menos usar um argumento daqueles, distorcendo-o, para tirar votos da adversária de seu marido. A mídia conservadora tentou abafar o caso, mas o CdB foi mais forte e, com a repercussão do artigo na blogosfera, ajudou a alterar o curso da campanha, em sua reta final.

A mesma disposição com que lutamos contra a indignidade da Srª Serra é esta com a qual partimos no combate ao maior cartel de mídia já instalado na História nacional. O Correio do Brasil foi um dos primeiros a publicar a matéria do jornalista Miguel do Rosário, do blog O Cafezinho, com as denúncias de uma sonegação milionária de impostos da Rede Globo, líder do monopólio que domina as comunicações no país. Trata-se de um perigoso inimigo da democracia, que apoiou o golpe de Estado de 1964 contra o governo legítimo do presidente Jango Goulart. É a cabeça do esquema que elegeu e ajudou a derrubar o governo de Collor de Mello. Trata-se do inimigo a bater sempre que as forças progressistas deste país quiserem seguir adiante e avançar na direção do socialismo. É por isso que precisamos do apoio de todos.

É com a coragem com que os trabalhadores foram às ruas, em manifestações por todos os Estados brasileiros, que precisamos mudar a realidade deste país. O CdB existe, há 15 anos, com esse único propósito: o de levar os fatos e as notícias relevantes aos leitores que, diariamente, acompanham a Edição Digital e aqui, nas versões online e para dispositivos móveis do jornal. Assim, ajudamos o Brasil a se tornar mais democrático, mais próximo dos ideais de justiça e equidade social porque todos nós lutamos. E, assim, contribuir de forma efetiva para o surgimento de uma Nação mais justa e democrática, livre dos preconceituosos e elitistas que se encastelam nas páginas e canais de TV da mídia conservadora.

Acompanhe de perto o Correio do Brasil e seja, mais do que leitor, um aliado pelas causas dignas que, juntos, gritaremos em mais e mais vozes, em todas as cidades, em cada casa do nosso imenso país. Apoie o CdB. Faça um teste grátis e contribua para que o jornal continue a ser o veículo de comunicação mais combativo do país. Para que o represente nas batalhas que ainda serão travadas, no caminho por uma sociedade mais fraterna e igualitária. Amanhã vai ser maior.

PS: Para testar o CdB por 30 dias grátis basta clicar aqui.

Copyright 2017 - Todos os direitos reservados