Procuradores da França investigam manipulação de resultados em Roland Garros

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 6 de outubro de 2020 as 13:22, por: CdB

Procuradores franceses disseram nesta terça-feira que iniciaram uma investigação sobre uma suposta manipulação de resultados em uma partida feminina de duplas no torneio de tênis de Roland Garros.

Por Redação, com Reuters – de Paris/Valência

Procuradores franceses disseram nesta terça-feira que iniciaram uma investigação sobre uma suposta manipulação de resultados em uma partida feminina de duplas no torneio de tênis de Roland Garros.

Procuradores franceses investigam manipulação de resultados em Roland Garros
Procuradores franceses investigam manipulação de resultados em Roland Garros

A Procuradoria disse que a investigação de “fraude em um grupo organizado” e “corrupção ativa e passiva” está relacionada a uma partida feminina da dupla romena formada por Andreea Mitu e Patricia Mari contra a russa Yana Sizikova e a norte-americana Madison Brengle.

A investigação foi iniciada no dia 1º de outubro.

Quando indagados sobre o caso, os organizadores de Roland Garros direcionaram à agência inglesa de notícias Reuters à Unidade de Integridade no Tênis (TIU, na sigla em inglês), que não quis comentar.

Cheptegei tentará bater recorde

Menos de dois meses depois de ter batido o recorde mundial dos 5 mil metros, o ugandense Joshua Cheptegei tentará agora superar a melhor marca dos 10 mil metros em um evento especial que acontecerá em Valência, nesta quarta-feira.

Medalha de ouro nos 10 mil metros no Mundial de Atletismo no ano passado em Doha, Cheptegei pretende superar o tempo de 26min17s53 estabelecido por Kenenisa Bekele em 2005.

Cheptegei, de 23 anos, tomou o recorde dos 5 mil metros do etíope Bekele durante a Diamond League de Mônaco, em agosto, ficando 1s99 abaixo da marca anterior, que durava 16 anos, ao cruzar a linha de chegada em 12min25s36.

Sua equipe, a NN Running, sediada na Holanda, organizou o Dia do Recorde Mundial, e Cheptegei terá a ajuda de outros corredores que ditarão o ritmo que ele deverá manter a cada momento, entre eles o ex-campeão holandês Roy Hoornweg, assim como o australiano Matt Ramsden e o queniano Nicholas Kipkorir, ambos finalistas no Mundial de Atletismo.

Apesar da falta de apoio das arquibancadas, Cheptegei poderá contar com ajuda da tecnologia Wavelight, que coloca luzes na pista para indicar o ritmo de corrida que deve ser estabelecido para se chegar à marca.

Cheptegei já fez história ao superar o recorde que durava 10 anos dos 10 quilômetros em corrida de rua, também em Valência, usando o tênis Nike Zoom Vaporfly, provocando um grande debate no mundo do atletismo.

– Estou muito empolgado em ter a chance de mirar no recorde mundial dos 10 mil metros – disse ele no mês passado. “Como minha performance em Mônaco mostrou, estou em ótima forma, então quero tirar o melhor de minha forma atual.”

– O recorde mundial dos 10 mil metros de Kenenisa é um dos mais difíceis atualmente, mas meu treino continua a ir bem e isso realmente me dá confiança de que posso estabelecer outro recorde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *