Crime ambiental: Governo Bolsonaro retira Ipê da lista de risco de extinção

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 27 de novembro de 2020 as 14:54, por: CdB

O governo Jair Bolsonaro retirou o Ipê de uma lista internacional de proteção de espécies ameaçadas. Trata-se de uma das madeiras mais cobiçadas no mercado internacional, estava numa lista de espécies ameaçadas da convenção sobre o comércio internacional de espécies da fauna e da flora selvagem.

Por Redação, com Brasil 247 – de Brasília

O governo Jair Bolsonaro retirou o Ipê de uma lista internacional de proteção de espécies ameaçadas. Trata-se de uma das madeiras mais cobiçadas no mercado internacional, estava numa lista de espécies ameaçadas da convenção sobre o comércio internacional de espécies da fauna e da flora selvagem.

Governo Bolsonaro retira de lista de proteção uma das madeiras mais cobiçadas no exterior
Governo Bolsonaro retira de lista de proteção uma das madeiras mais cobiçadas no exterior

Em agosto do ano passado, o governo brasileiro anunciou a pretensão de acabar com restrições para a exportação de madeira.

De acordo com o professor Edson Vidal, da Universidade de São Paulo (USP), a espécie é uma das preferidas da exploração ilegal atualmente.

Floresta amazônica

– O Ipê é considerado hoje um novo Mogno, é uma espécie das mais valiosas que a gente tem hoje na floresta amazônica. Então, principalmente devido a isso, que ele está sendo exaustivamente explorado – disse ao portal G1.

– É a abertura de um caminho para isso, não tenho nenhuma dúvida, para o desmatamento – acrescentou.

O Ministério do Meio Ambiente, comandado por Ricardo Salles, disse que não houve consulta ao setor produtivo nacional e por consequência foram pedidos mais estudos sobre a exploração do Ipê, que atualmente estão sendo avaliados pelo Instituto de Pesquisas Jardim Botânico, no Rio de Janeiro. Não existe prazo para a conclusão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *