DF: polícia investiga gangue suspeita de mortes e tráfico de drogas

Arquivado em: Brasil, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 13 de março de 2018 as 11:57, por: CdB

Quatro dos 10 mandados de prisão expedidos contra pessoas que se encontravam em liberdade já tinham sido cumpridos até as 10 horas

Por Redação, com ABr – de Brasília:

Policiais civis do Distrito Federal estão desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira cumprindo 39 mandados judiciais expedidos contra integrantes de uma gangue suspeita de envolvimento em homicídios, tráfico de drogas, aliciamento de menores e roubos.

Policiais civis do Distrito Federal estão desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira cumprindo 39 mandados judiciais

Segundo o delegado Waldemar Antonio Tassara, os suspeitos agiam na cidade de Planaltina,;  cerca de 40 quilômetros do Centro de Brasília. Entre os alvos dos 16 mandados de prisão, há seis pessoas que já se encontravam presas e sete adolescentes.

Quatro dos 10 mandados de prisão expedidos contra pessoas que se encontravam em liberdade já tinham sido cumpridos até as 10 horas. Também estão sendo cumpridos 23 mandados de busca e apreensão que; até o mesmo horário, já tinham resultado na apreensão de dinheiro em espécie e drogas. Um balanço preliminar deve ser divulgado.

Ação da gangue

Ainda de acordo com o delegado, a ação da gangue vem sendo investigada há cerca de um ano e meio. “Durante as investigações, conseguimos reunir informações de que os indivíduos aliciavam menores; para praticar roubos em várias cidades do Distrito Federal, traficar drogas; e atentar contra a vida de integrantes de grupos rivais. Sempre para mostrar poder e ampliar a dominação territorial”, contou Tassara à Agência Brasil.

Segundo o delegado, há indícios de que mais de 40 homicídios ou tentativas de homicídios estejam associados à ação criminosa do grupo e à rivalidade entre gangues. “Aqui em Planaltina, a maioria dos homicídios está vinculada a guerra de gangues.

Além disso, parte dos crimes eram cometidos em Formosa, Sobradinho, Planaltina e outras regiões administrativas do Distrito Federal”, acrescentou o delegado, afirmando ainda não haver indícios de ligação do grupo com facções criminosas de outras partes do país.

Apelidada de Ares (alusão ao deus grego da guerra), a operação conta com a participação de mais de 150 policiais das divisões de Operações Aéreas (DOA), de Operações Especiais (DOE) e do Departamento de Polícia Circunscricional do Distrito Federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *