EUA aumentam o preço da segurança que vendem à Coreia do Sul

Arquivado em: América do Norte, Ásia, Destaque do Dia, Últimas Notícias
Publicado domingo, 10 de fevereiro de 2019 as 18:38, por: CdB

Atualmente, os EUA possuem 28,5 mil militares na Coreia do Sul, algo que é motivo de tensão com a Coreia do Norte, que sempre usou esse argumento para desenvolver seu programa nuclear e balístico.

 

Por Redação, com Ansa – de Seul

 

Os Estados Unidos e a Coreia do Sul assinaram, neste domingo, um acordo que aumentará em 8,2% o valor pago anualmente por Seul pela presença militar norte-americana na península. A contribuição do país asiático passará de US$ 830 milhões a US$ 924 milhões, em linha com a insistência do presidente Donald Trump para seus aliados aumentarem as despesas com defesa.

Além do exército regular, a Coreia do Sul paga uma fortuna aos EUA, todos os anos, para treinar e manter suas tropas
Além do exército regular, a Coreia do Sul paga uma fortuna aos EUA, todos os anos, para treinar e manter suas tropas

Atualmente, os EUA possuem 28,5 mil militares na Coreia do Sul, algo que é motivo de tensão com a Coreia do Norte, que sempre usou esse argumento para desenvolver seu programa nuclear e balístico.

Em um comunicado, o Ministério das Relações Exteriores de Seul afirmou que os dois países reiteraram a necessidade de uma presença militar “estável” dos EUA na península, em meio à “rápida mudança de situação” na região.

A Coreia do Sul começou a pagar pelas tropas americanas no início dos anos 1990, após ter reconstruído sua economia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *