Meirelles deixa vazar que Caixa pode ser privatizada em breve

Arquivado em: Brasil, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 6 de junho de 2018 as 17:13, por: CdB

Pré-candidato, o ex-ministro da Fazenda disse que há um processo em curso para a privatização da Caixa.

 

Por Redação – de Brasília

 

Ex-ministro da Fazenda e pré-candidato do MDB à Presidência da República, Henrique Meirelles deixou escapar que a Caixa Econômica Federal (CEF) está franco processo de privatização. Os preparativos para passar a instituição bancária secular à iniciativa privada estão em curso. O primeiro passo, diz ele, será a abertura de capital e venda de parte da Caixa para a participação privada. Ele defende modelos semelhantes para a Petrobras e o Banco do Brasil.

— A Caixa está sendo preparada para isso, com o novo estatuto e etc. Com o tempo, podemos até pensar, sim, em abrir o capital da Caixa, começar a vender participação privada — disse Meirelles, a jornalistas.

Ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles é pré-candidato à Presidência da República

Monopólio

Ex-chefe da equipe econômica de Michel Temer, o economista que comandou o Grupo J&F evita falar em “privatização clássica” para a Petrobras e os bancos públicos. Mas apoia a maior participação possível do setor privado nessas empresas, “com o cuidado de manter um mercado competitivo em vigor”, acrescentou.

Para o ex-ministro, a melhor solução não seria vender a Petrobras para um único comprador; ou o BB, que hoje mantém ações nas bolsa de valores, para uma instituição financeira privada. Uma atitude dessas geraria o chamado monopólio privado que, na sua avaliação, “é um perigo”.

A proposta de Meirelles é fazer a pulverização e abertura de capital das empresas; de maneira gradual. Ele diz que a União não precisaria, necessariamente, perder o controle político das instituições no processo. Mas acredita ser preciso aumentar a competição do setor.

Política de preços

Sobre a alta do preço dos combustíveis, gerada após o locaute dos caminhoneiros, com a consequente crise do desabastecimento no país, Meirelles propõe um fundo de estabilização, voltado para o equilíbrio nos preços da gasolina e do diesel, nos postos.

— É preciso preservar a política de preço da Petrobras, mas a questão dos impostos pode subir ou descer em função do preço do petróleo. E, dessa forma, é necessária uma compensação, que viria com o fundo — afirma.

Segundo Meirelles, “a política de preço da Petrobras não pode e nem deve ser controlada”.

— Isso é uma coisa. Outra é o preço na bomba, que aí tem a parcela dos impostos. O fundo poderia ser usado para compensar a queda (nos preços) — concluiu.

1 thought on “Meirelles deixa vazar que Caixa pode ser privatizada em breve

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *