MP e polícia cumprem mandados de prisão contra traficantes no Rio

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 16 de agosto de 2018 as 11:22, por: CdB

Segundo informações do MP, o monitoramento das comunicações telefônicas com autorização judicial permitiu “evidenciar a estrutura de uma sólida associação dedicada ao tráfico de drogas”

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

O Ministério Público estadual (MPRJ) e a Polícia Civil desencadearam nesta quinta-feira a Operação Horse, que tem como meta cumprir 72 mandados de prisão preventiva e 122 mandados de busca e apreensão contra denunciados pelo MPRJ à Justiça por tráfico e associação para o tráfico no estado do Rio de Janeiro.

O Ministério Público estadual (MPRJ) e a Polícia Civil desencadearam nesta quinta-feira a Operação Horse

A ação está sendo conduzida pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco/MPRJ), com a participação de policiais da 90ª Delegacia de Polícia (Barra Mansa) e o apoio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI), também do Ministério Público do estado.

Segundo informações do MP, o monitoramento das comunicações telefônicas com autorização judicial permitiu “evidenciar a estrutura de uma sólida associação dedicada ao tráfico de drogas”.

As denúncias, sete ao todo, narram os diferentes núcleos de atuação ligados a diversos bairros de Barra Mansa, Valença, Volta Redonda e Pinheiral.

Estrutura

As informações do Ministério Público revelam “uma complexa estrutura e elevado número de denunciados”, o que determinou que a investigação fosse dividida em três núcleos de denunciados: o primeiro relativo à origem da droga; o segundo tem por base os traficantes receptores de drogas; e a terceira investigação tratou do tráfico em algumas localidades específicas.

As investigações concluíram que os denunciados dominavam o tráfico em pelo menos dez bairros de Barra Mansa: Ano Bom, Loteamento, São Luiz, Vila Delgado, Eduardo Junqueira, Jardim América, Nova Independência, Monte Cristo, Goiabal e Vila Brígida.

Em Volta Redonda, eles atuavam nos bairros da Candelária, Vila Rica, Belo Horizonte e Três Poços; além de áreas em Pinheiral e Valença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *