Patrocínio da Nike atrapalha preparativos da Inglaterra com bola da Copa

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 27 de março de 2018 as 14:52, por: CdB

Várias nações participantes do Mundial, como Alemanha e Espanha; jogaram amistosos com a bola Adidas Telstar que será usada no Mundial da Rússia em junho e julho

Por Redação, com Reuters – de Londres:

A Inglaterra pode disputar só uma das três partidas de preparação restantes para a Copa do Mundo com a bola oficial do torneio devido ao compromisso de longo prazo assinado pela federação de futebol do país com a Nike, segundo o jornal Times desta terça-feira.

A Inglaterra pode disputar só uma das três partidas de preparação restantes para a Copa do Mundo com a bola oficial do torneio

Várias nações participantes do Mundial, como Alemanha e Espanha; jogaram amistosos com a bola Adidas Telstar que será usada no Mundial da Rússia em junho e julho.

Mas a seleção do técnico Gareth Southgate usará a bola Nike Ordem V no amistoso com a Itália em Wembley nesta terça-feira em função do contrato da associação inglesa com a empresa norte-americana, que vai até 2030.

O Times disse que a bola Ordem V também será usada no próximo aquecimento da Inglaterra, um jogo contra a Nigéria no dia 2 de junho; mas que a Nike permitiu que a associação inglesa teste a bola da Adidas no último amistoso antes do Mundial; com a Costa Rica, em 7 de junho.

Partida inaugural

Essa aerá a única chance que o time terá de jogar com a bola da Copa do Mundo antes de sua partida inaugural contra a Tunísia, em Volgogrado, no dia 18 de junho.

Para mitigar qualquer possível desvantagem, Southgate permitiu; que seus jogadores tenham tanto contato quanto possível com a bola da Adidas nos treinos.

A diferença entre bolas muitas vezes tem mais impacto para os goleiros; que precisam de tempo para se adaptar à sua velocidade.

O goleiro espanhol David de Gea já criticou a bola da Copa depois do empate de 1 a 1 de sua seleção com a Alemanha na semana passada; dizendo que é difícil de segurar por ser coberta por um plástico protetor.

O Panamá e a Bélgica são os outros adversários da Inglaterra no Grupo G na Rússia.

Novas regras da Uefa

Os jogadores que trocarem de time no decorrer de uma temporada poderão atuar pelas duas equipes na Liga dos Campeões; de acordo com as novas regras anunciadas pela Uefa nesta terça-feira.

A entidade organizadora do futebol europeu disse em um comunicado; que também permitirá que os times usem um quarto reserva na prorrogação das partidas de mata-mata da Liga dos Campeões e da Liga Europa.

Com o novo regulamento, que entra em vigor na próxima temporada; um jogador que atuou em um clube na fase de grupos da Liga dos Campeões; e foi negociado durante a janela de transferências de janeiro poderá jogar com seu novo time na fase de mata-mata. O mesmo se aplicará à Liga Europa.

Pelas regras atuais, os clubes que se classificam; para a fase eliminatória de qualquer uma destas competições têm direito de registrar três jogadores novos.

Grupos

Estes podem incluir um jogador que representou um time diferente na fase de grupos da Liga Europa; mas nenhum que tenha jogado por outro clube na fases de grupos da Liga dos Campeões.

O regulamento vigente proíbe, por exemplo; que o Barcelona escale Philippe Coutinho na Liga dos Campeões nesta temporada; porque ele já defendeu o Liverpool.

Mas Alexis Sánchez pode jogar com o Manchester United na Liga dos Campeões; já que deixou o Arsenal durante a Liga Europa.

As novas regras determinam que “um clube pode registrar três jogadores novos; e elegíveis sem quaisquer restrições”.

A Uefa disse que o novo regulamento a alinhou a ligas domésticas; que “não impõem restrições à elegibilidade de jogadores registrados; para um novo clube durante a janela de transferência de inverno para competições”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *