PF cumpre mandados de prisão contra irregularidades em fundos de pensão

Arquivado em: Brasil, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 12 de abril de 2018 as 11:00, por: CdB

De acordo com a corporação, além dos mandados de prisão, 140 policiais federais também cumpriram 21 mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro, em São Paulo e no Distrito Federal

Por Redação, com Reuters – de São Paulo:

A Polícia Federal cumpre 10 mandados de prisão preventiva em uma operação que apura irregularidades nos fundos de pensão dos Correios, o Postalis, e do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), o Serpros, informou a PF em nota nesta quinta-feira.

PF cumpre 10 mandados de prisão em operação contra irregularidades em fundos de pensão

De acordo com a corporação, além dos mandados de prisão; 140 policiais federais também cumpriram 21 mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro; em São Paulo e no Distrito Federal. São investigados os crimes de lavagem de dinheiro, evasão de divisas e corrupção.

Investimentos

– Os ilícitos têm vinculação a investimentos malsucedidos; que geraram prejuízos aos fundos de pensão Postalis e Serpros – disse a Polícia Federal em nota.

– As investigações apontam que valores oriundos dos fundos de pensão eram enviados para empresas no exterior gerenciadas; por um operador financeiro brasileiro. As remessas, apesar de aparentemente regulares, referiam-se a operações comerciais e de prestação de serviços inexistentes.

Em seguida, os recursos eram pulverizados em contas de doleiros também no exterior, que disponibilizavam os valores em espécie no Brasil para suposto pagamento de propina.

A operação

A operação foi batizada de Rizoma, uma espécie de caule que se ramifica sob a terra. De acordo com a PF, trata-se de uma referência ao processo de lavagem de dinheiro; e ao entrelaçamento existente entre as empresas investigadas.

Também nesta quinta-feira, a PF deflagrou outra operação, batizada de Encilhamento, para investigar fraudes na aplicação de recursos de 28 institutos municipais de previdência.

Neste caso, estão sendo cumpridos 60 mandados de busca e apreensão e 20 de prisão temporária nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Mato Grosso, Santa Catarina e Goiás.

Drogas

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quinta-feira a Operação Bebel para desarticular esquema internacional de tráfico de drogas que utilizava “mulas”, pessoas aliciadas para transportar bagagens com drogas, em voos no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos.

Foram cumpridos um mandado de prisão temporária e seis de busca e apreensão, em Santa Catarina, e outros três no Rio Grande do Sul. Cerca de 40 policiais participam da ação.

As investigações começaram em janeiro de 2017 com a prisão de duas passageiras que traziam drogas nas bagagens. Com isso, foram reunidas informações e documentos que permitiram localizar e acompanhar os integrantes da organização criminosa. A quadrilha atuava em Florianópolis, Santa Maria, no Rio Grande do Sul; e no Aeroporto Internacional de Guarulhos em São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *