Rússia alerta para confronto global decorrente de colapso de pacto nuclear

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sábado, 22 de dezembro de 2018 as 11:26, por: CdB

Moscou apresentou uma resolução em apoio ao Tratado de Forças Nucleares (INF), de alcance intermediário de 1987, que proíbe Moscou e Washington de instalar mísseis terrestres de curto e médio alcance na Europa.

Por Redação, com Reuters – de Moscou

A Rússia afirmou neste sábado que o fim do pacto nuclear da época da Guerra Fria pode levar a uma corrida armamentista e confrontos diretos entre várias regiões do mundo, após a proposta de Moscou ser rejeitada numa votação das Nações Unidas.

A Rússia afirmou neste sábado que o fim do pacto nuclear da época da Guerra Fria pode levar a uma corrida armamentista

Moscou apresentou uma resolução em apoio ao Tratado de Forças Nucleares (INF), de alcance intermediário de 1987, que proíbe Moscou e Washington de instalar mísseis terrestres de curto e médio alcance na Europa.

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia afirmou em comunicado que a ONU não votou a favor da proposta.

– Um novo golpe atingiu a arquitetura global de segurança e estabilidade. Agora, com o colapso do tratado INF, várias regiões do mundo poderiam mergulhar na corrida armamentista ou mesmo em um confronto direto – afirmou.

Washington ameaçou retirar-se do acordo, dizendo que Moscou falhou em cumpri-lo.

Na quinta-feira, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, acusou os EUA de elevar o risco de uma guerra nuclear ameaçando rejeitar o tratado de controle de armas e recusando-se a manter conversações sobre outro pacto que expirará em breve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *