Rússia condena ataque aéreo norte-americano na Síria

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021 as 11:02, por: CdB

 

A Rússia condena o ataque aéreo dos Estados Unidos na Síria, apelando a Washington para respeitar a soberania do país. Moscou está monitorando atentamente a situação na República Árabe Síria.

Por Redação, com Sputnik – de Moscou/Londres

A Rússia condena o ataque aéreo dos Estados Unidos na Síria, apelando a Washington para respeitar a soberania do país. Moscou está monitorando atentamente a situação na República Árabe Síria.

A Rússia condena o bombardeio aéreo na Síria e confirma sua rejeição das tentativas de tornar o território sírio em uma zona para acerto de contas geopolíticas, declarou a representante oficial do Ministérios das Relações Exteriores russo, Maria Zakharova.

– Condenamos decididamente tais ações. Apelamos ao respeito incondicional da soberania e integridade territorial da Síria. Confirmamos a rejeição de quaisquer tentativas de tornar o território sírio em uma arena para acerto de contas geopolíticas – disse Zakharova durante um briefing.

O Kremlin está monitorando atentamente a situação relacionada com o ataque aéreo norte-americano na Síria, estando em contato com os colegas sírios, segundo o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.

– Apenas posso dizer que estamos monitorando atentamente a situação no local, estamos em contato permanente com os colegas sírios – de acordo com Peskov.

Bombardeio

O ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, afirmou que os EUA avisaram a Rússia sobre o planejado ataque aéreo na Síria uns minutos antes do bombardeio.

– Nossos militares foram avisados quatro ou cinco minutos antes. Claro, mesmo que se fale de desconflito, tal como é aceito nas relações entre militares russos e norte-americanos, este tipo de aviso não contribui para nada, quando o ataque já está sendo realizado – comentou Lavrov durante a coletiva de imprensa.

Na quinta-feira, os EUA realizaram um bombardeio aéreo contra uma estrutura supostamente conectada a uma milícia apoiada pelo Irã na Síria. O ataque aéreo foi ordenado pelo presidente Joe Biden e ocorreu após três ataques com foguetes contra as tropas dos EUA no Iraque.

Reino Unido apoia ataque

O Reino Unido se mostrou favorável ao ataque dos Estados Unidos contra grupos apoiados pelo Irã após bombardeio aéreo.

Londres apoia o ataque norte-americano na Síria, afirmou o ministro da Defesa britânico, Dominic Raab, em sua conta no Twitter.

– O Reino Unido apoia a resposta direcionada dos EUA contra grupos da milícia que atacaram bases da coalizão em um esforço para desestabilizar a região. Reconhecemos a ameaça colocada pela milícia e compartilhamos o objetivo dos EUA de trabalhar em conjunto com os parceiros para acalmar a situação – segundo Raab.

Os Estados Unidos realizaram um ataque aéreo contra infraestrutura utilizada por grupos militantes apoiados pelo Irã no leste da Síria. O porta-voz do Pentágono, John Kirby, afirmou que o bombardeio foi realizado após consultas com parceiros da coalizão.