Silvio Berlusconi dá o tom na campanha italiana

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018 as 10:37, por: CdB

Ex-premiê acirra debate político e influencia rumos da campanha eleitoral com discurso contra imigrantes. Sua coalizão com a extrema direita lidera as pesquisas de opinião

Por Redação, com DW – de Roma:

A candidata atribui o retorno de Berlusconi ao cenário político italiano ao seu sucesso como homem de negócios. Ela explica que a política de austeridade do governo de centro-esquerda atingiu duramente muitos cidadãos do país e que, mesmo depois de anos de economia, o orçamento estatal ainda está por ser saneado. 

Silvio Berlusconi em talk show da TV italiana

“Berlusconi provou sua capacidade em várias ocasiões no passado. Sua determinação e paixão são os motivos pelos quais nós, sicilianos e, em breve, tomara também o resto dos italianos, apostamos nele”. A aliança de centro-direita de Berlusconi ganhou as eleições regionais na Sicília em novembro de 2017. O pleito foi considerado um teste para as próximas eleições parlamentares.

De acordo com Terenghi, os inúmeros escândalos envolvendo Berlusconi também se devem ao seu sucesso. Um suposto relacionamento com uma prostituta menor de idade o levou até mesmo aos tribunais. “As mulheres se aproximam dele por ele ter tanto poder. Seu sucesso fascina.” Para Terenghi, ser mulher e apoiar Berlusconi não é uma contradição. “Eu não julgo as pessoas pelo que falam delas, julgo-as por sua capacidade. E, com sua competência, ele pode fazer muito pela Itália.”

“A Máfia sai ganhando”

À noite, quando os vendedores de legumes e peixe desmontam suas barracas na feira, o distrito de Ballarò se torna palco de negócios ilícitos. Drogas e produtos falsificados são oferecidos, e a Máfia siciliana estaria metida nisso. “Quarenta anos atrás, Palermo era a capital mundial da Máfia”, diz o prefeito da capital da Sicília, Leoluca Orlando. Sua residência oficial fica a apenas duas ruas do mercado. Ele afirma que, embora a Máfia ainda esteja presente, perdeu muito de sua influência.

Com apenas algumas interrupções, Orlando ocupa o cargo de prefeito desde 1985 e lutou durante toda sua vida contra o crime organizado. “Não estou dizendo que Berlusconi é um mafioso, mas seu estilo político é exatamente o que a Máfia precisa”, afirma o político local, acrescentando que as organizações criminosas se beneficiaram com seu interesse por negócios rápidos, como também com seu desprezo por estruturas estatais tradicionais.

Entre os vendedores do mercado de Ballarò, o retorno de Berlusconi é mais bem-visto. “Quando Silvio estava no poder, as coisas eram melhores. Havia mais trabalho”, diz um dos feirantes. “Berlusconi pode nos salvar. Vou votar nele com certeza. Quem já tem o suficiente rouba menos, se você entende o que quero dizer”, afirma outro. Só aqui e ali se escuta desapontamento. Um terceiro vendedor reclama que, tanto faz votar na direita ou na esquerda, a situação vai permanecer a mesma.

Seja qual for o resultado: o padre Volpe continuará a lutar por seu bairro multicultural. “Nossos valores cristãos nos proíbem de excluir ou discriminar qualquer pessoa. Exorto os políticos a darem uma oportunidade a todos.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *