Soube número de mortes por febre amarela no Rio

Arquivado em: Destaque do Dia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018 as 14:43, por: CdB

A vítimas foi Wesley Ferreira da Silva, de 38 anos, que morreu em Angra dos Reis, na Costa Verde Fluminense. Wesley morava da Praia do Provetá, uma das 101 que cercam a Baía da Ilha Grande

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro:

O número de mortes por febre amarela no Estado do Rio aumentou neste fim de semana para 18 e o de casos da forma silvestre da doença em humanos passou para 42. A vítimas foi Wesley Ferreira da Silva, de 38 anos, que morreu em Angra dos Reis, na Costa Verde Fluminense. Wesley morava da Praia do Provetá, uma das 101 que cercam a Baía da Ilha Grande, onde foi confirmada morte de um macaco por febre amarela, o que indica que o vírus está circulando na região.

Em nota, a Secretaria estadual de

O número de mortes por febre amarela no Estado do Rio aumentou neste fim de semana para 18 e o de casos da forma silvestre da doença

Saúde informou que o secretário Luiz Antonio Teixeira Jr. e o subsecretário de Vigilância em Saúde, Alexandre Chieppe, acompanharam, neste sábado; a vacinação nos municípios de Cantagalo, na região serrana, e Angra dos Reis.

Eles visitaram locais de vacinação, e o secretário ressaltou a importância da imunização no combate à doença. “Só tem uma maneira de combater a febre amarela, e nós temos que chamar a população para ser vacinada”; disse o secretário em Cantagalo.

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Roberto Robadey; que acompanhou a visita a Cantagalo, também destacou a importância da ação; que teve apoio da corporação. “Tudo que envolve a vida não nos é indiferente. E, contra a febre amarela, tem que vacinar”.

Em Angra dos Reis, o secretário de Saúde e o subsecretário acompanharam a vacinação na Ilha Grande e se reuniram com os secretários municipais de Saúde, Renan Vinicius, e de Governo, Vinicius Barbosa, para alinhar estratégias da ação. Eles reforçaram a recomendação para que os que pretendem passar o carnaval na Ilha Grande tomem a vacina, lembrando que é preciso haver um intervalo de 10 dias para que esta tenha efeito.

Imunização em Angra

A prefeitura de Angra dos Reis informou que, após a confirmação da morte de uma pessoa por febre amarela na Ilha Grande; mudou a estratégia de vacinação, que agora é para toda a população a partir de 9 meses de idade. A recomendação é válida inclusive para gestantes e idosos.

A cobertura vacinal em toda a Ilha Grande, em dados estatísticos; está em 75%, pois as campanhas de imunização em Angra ocorrem desde janeiro do ano passado. Atualmente; entre as praias com mais cobertura vacinal estão a praias da Longa e Sítio Forte, ambas com 94% de cobertura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *