Thierry Henry assumirá como técnico do Bordeaux

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 22 de agosto de 2018 as 13:32, por: CdB

Henry, que teve uma carreira notável no Arsenal e no Barcelona, vinha trabalhando como assistente técnico da seleção da Bélgica

Por Redação, com Reuters – de Paris

O ex-atacante da seleção da França Thierry Henry fechou acordo para se tornar técnico do Girondins Bordeaux, disse a emissora RMC Sport, nesta quarta-feira, citando fontes próximas do time francês.

Ex-jogador francês Thierry Henry

Henry, que teve uma carreira notável no Arsenal e no Barcelona, vinha trabalhando como assistente técnico da seleção da Bélgica.

Ele substituirá Gus Poyet, ex-jogador do Uruguai, no comando do Bordeaux. Poyet havia sido suspenso na semana passada por causa de seus comentários sobre os acordos de transferência do clube depois da ida do atacante Gaetan Laborde para o Montpellier.

A RMC Sport disse que os possíveis novos proprietários norte-americanos do Bordeaux, que concordaram em comprá-lo do M6 no final de julho, ainda precisam validar o negócio.

Henry será mais um ex-integrante da seleção francesa campeã do mundo em 1998 que passou a treinar times da elite do futebol francês depois da ida de Patrick Vieira para o Nice nesta temporada.

O Bordeaux foi campeão francês seis vezes, a última delas em 2009, sob o comando de outro campeão mundial de vinte anos atrás, Laurent Blanc.

O capitão da França em 1998, Didier Deschamps, também se tornou treinador e liderou o time na conquista da Copa do Mundo deste ano na Rússia.

Fifa intervém na Associação Uruguaia de Futebol

A Fifa anunciou nesta terça-feira que vai intervir na Associação Uruguaia de Futebol (AUF) com um comitê de regularização, enquanto a entidade sul-americana ajusta seus estatutos após a renúncia de seu presidente e a impossibilidade de eleger um sucessor.

Wilmar Váldez apresentou sua renúncia à AUF horas antes da realização de uma eleição na qual ele pretendia se reeleger, o que não ocorreu devido a relatos de que circulavam áudios que poderiam comprometê-lo por manuseio indevido de um contrato relacionado à segurança do estádio Centenário, algo que a Justiça local investiga.

Nesse cenário, Váldez alegou razões familiares para deixar o cargo e sua tentativa de reeleição.

Os clubes, então, decidiram se mudar para uma sala intermediária e não se concretizou uma eleição na qual dois dos candidatos não atenderam às exigências da Conmebol.

– Nestas circunstâncias (…) a Fifa decidiu nomear com efeito imediato um comitê de regularização da AUF – afirmou a entidade em comunicado.

A medida, que vai até 28 de fevereiro de 2019, inclui a gestão da atividade de rotina da AUF e o alinhamento dos estatutos da instituição com os da Fifa e da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).

A informação foi confirmada à Reuters pelo presidente interino da AUF, Edgar Welker.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *