Três asteroides se aproximam da Terra, alerta NASA

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias, Universo
Publicado segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021 as 11:09, por: CdB

A agência espacial norte-americana, que monitora corpos celestes que podem representar um perigo para a Terra, relatou que várias rochas espaciais gigantes vão se aproximar do nosso planeta esta semana.

Por Redação, com Sputnik – de Washington

A agência espacial norte-americana, que monitora corpos celestes que podem representar um perigo para a Terra, relatou que várias rochas espaciais gigantes vão se aproximar do nosso planeta esta semana.

Três asteroides se aproximam da Terra e 1 deles é do tamanho de campo de futebol, alerta NASA

Um grupo de três corpos celestes estão se aproximando rapidamente e vão passar pela Terra nesta segunda-feira, com o maior asteroide, 2020 XU6, medindo 231 metros de diâmetro, informou a NASA.

Estádio de futebol

De acordo com a agência espacial, 2020 XU6 tem o tamanho aproximado de um estádio de futebol e viaja pelo espaço a uma velocidade de 8,4 km/s, ou seja, a mais de 30 mil km/h. A rocha espacial vai chegar a 4 milhões de quilômetros de distância da Terra nesta segunda-feira. Um gráfico da órbita do 2020 XU6 e da Terra foi publicado no Twitter.

O Objeto Perto da Terra (NEO, na sigla em inglês),  2020 XU6 está voando a uma distância de cerca de 4,1 milhões km (que são 11 distâncias lunares). Ele está viajando a uma velocidade de cerca de 8,4 km/s.

Logo após a passagem de 2020 XU6, outros dois objetos espaciais vão cruzar o nosso planeta: 2020 BV9, com 23 metros de diâmetro, que passará a uma distância de 5,6 milhões de quilômetros, e 2021 CC5, com 40 metros de diâmetro, que chegará a cerca de 6,9 milhões de quilômetros da Terra.

Casos de colisão de asteroides com a Terra são raros, mas é conhecido o incidente do ano 1908, quando a queda de um meteorito na Rússia provocou uma grande explosão e destruiu 2 mil quilômetros quadrados de floresta. No ano de 2013, um asteroide se destruiu entrando na atmosfera da Terra e os estilhaços do meteorito que caíram provocaram cerca de 2 mil feridos e causaram vários danos na região russa de Chelyabinsk.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code