A arte de furar a fila da vacina

Por José Bessa Freire – No entanto, a furação de fila não aconteceu apenas em Manaus. Em muitas cidades de oito Estados do Brasil, os prefeitos e suas digníssimas “conges” foram os primeiros, um deles justificou dizendo que era para encorajar aqueles que têm medo de virar jacaré.

Continue lendo

Uma revolta por oxigênio, para se poder respirar

Por Marli Gonçalves – Já é visível. Uma grande revolta nacional muito particular enfim parece se formar e ser urdida, ferve nas entranhas do país, e é só essa certeza e a torcida para que ecloda antes de ainda mais desmandos e outras centenas de trágicas e estúpidas mortes, o que dá forças para suportar o que assistimos, agora simbolicamente sem ar, sem o vital oxigênio

Continue lendo

Ruy Castro: Um último conselho a Trump

Por Ruy Castro – Entre nós, o genocida Jair Bolsonaro, último aliado de Trump no mundo, continua acreditando que as eleições americanas foram uma fraude e já começou a anunciar que o Brasil terá o mesmo problema em 2022, ano em que tentará a reeleição. A campanha de Bolsonaro, sabendo que também será derrotado, é preventiva.

Continue lendo

O Trumpinho de Igarapé

Por José Ribamar Bessa Freire – A atitude de Trump é o sonho de consumo de Jair, o Trumpinho de Igarapé que sempre demonstrou submissão incondicional e vergonhosa ao seu ídolo americano.

Continue lendo

2021 e a tentativa de golpe deTrump

Por Rui Martins – Registrem aí — essa tentativa de golpe do Trump será adotada ipsis litteris por Bolsonaro, seu imitador, em 2022, caso não seja reeleito, mas com uma diferença – haverá golpe.

Continue lendo

Suspeita foi a facada que elegeu Bolsonaro

Por Celso Lungaretti – Todos nós que lutamos contra a ditadura temos, na própria carne ou em pessoas da família, dolorosas lembranças desse tempo ignóbil no qual a tortura e o assassinato faziam parte dos métodos aplicados para garantir a permanência no poder.

Continue lendo

Evangelismo lançou o Brasil numa nova Idade Média

Por Rui Martins – Sem dúvida, este ano marcou o fim da hegemonia político-religosa da Igreja Católica no Brasil, suplantada pelo advento do fenômeno político-religioso do Evangelismo populista, uma simplificação e deturpação das denominações protestantes originárias da Reforma.

Continue lendo

O delírio – antes a morte que a vacina

Por Rui Martins – Indução ao suicídio – é o menos que se pode dizer diante das declarações alarmistas do presidente Bolsonaro e do pregador evangélico, sem qualquer curso de teologia, Silas Malafaia, sobre os efeitos nas pessoas da vacina contra o corona vírus.

Continue lendo