Preços dos ovos disparam em mais de 200%, durante a atual pandemia

ovos

O dado consta da terceira edição do ‘Estudo Sobre Variação de Preços dos Produtos na Pandemia’, a qual mostra que o ovo foi o produto que apresentou a maior variação de preço, com aumento de 202,13% acima da média inflacionária. A inflação oficial, medida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), variou 19,9% no mesmo período.

Continue lendo

Alta de preços na porta de fábrica alimenta inflação

Entre as quatro grandes categorias econômicas da indústria, a maior variação de preços veio dos bens intermediários, isto é, os insumos industrializados usados no setor produtivo (2,43%), seguidos pelos bens de capital, isto é, as máquinas e equipamentos usados no setor produtivo (2,04%), bens de consumo semi e não duráveis (0,80%) e bens de consumo duráveis (0,62%).

Continue lendo

Inflação deste ano ficará mesmo em dois dígitos, segundo o BC

“Destaca-se o aumento da probabilidade de a inflação ficar acima do limite superior em 2022, que passou de 88% no relatório anterior para próximo de 100%”, diz o relatório do BC. Este será o segundo ano consecutivo em que a meta de inflação será descumprida, após a inflação de 2021 ter fechado em 10,06%, valor bem acima dos 5,25% definidos pelo teto daquele ano.

Continue lendo

Índice que reajusta aluguéis, IGP-M sofre novo impacto

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA-M), por sua vez, arrefeceu de 0,45% para 0,30% em junho. O índice de preços no atacado acumula variação de 10,70% em 12 meses. Na sequência, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC-M) avançou de 0,35% para 0,71% na margem, com inflação acumulada de 10,23% em 12 meses, segundo a pesquisa da FGV.

Continue lendo

Senado avalia Projeto de Lei que suspende os aumentos nos remédios

Remédios

O reajuste foi autorizado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e é referente ao período entre 1º de maio de 2022 a 30 de abril de 2023, no percentual de 15,5%, para planos de saúde e medicamentos. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União em 27 de maio, mas pode ser suspensa se o Plenário aprovar o novo PL.

Continue lendo

Mulheres perderam mais vagas de emprego na pandemia

Foi o que ocorreu, por exemplo, com a educação, em que elas respondem por cerca de dois terços do pessoal. Com a suspensão das atividades escolares, os estabelecimentos de ensino executaram corte de 1,6% do seu pessoal assalariado. Já na construção, setor em que 90,6% dos empregos são homens, houve aumento de 4,3% no número de assalariados.

Continue lendo

BRICS ampliado muda face geopolítica mundial, afirma economista

Abishur Prakash supõe que a principal vantagem que os países do BRICS vão possuir, após uma eventual expansão, é sua dominância no mercado alimentar global. Em particular, o cientista diz que o BRICS expandido vai ter o cesto alimentar que “todo o mundo deseja”, tendo em conta, antes de mais nada, os países em desenvolvimento.

Continue lendo

Presidente do BC diz que pior momento da inflação já passou

Em fevereiro, Campos Neto havia dito que o pico de inflação no Brasil deveria ocorrer em abril ou maio. As projeções anteriores indicavam o ápice em dezembro de 2021 ou janeiro deste ano. No acumulado de 12 meses até maio, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) atingiu 11,73%, segundo informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Continue lendo

Jovens e adultos acima dos 50 anos sofrem mais com desemprego

Ainda no primeiro trimestre deste ano, a taxa de desemprego dos brasileiros entre 14 e 17 anos era de 36,4% – ou seja, mais de um terço dessa população estava sem emprego, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Para aqueles entre 18 e 24 anos, as taxas caem um pouco, para 22,8%.

Continue lendo