China habilita estabelecimentos do Brasil para exportações de carne

Arquivado em: Negócios, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 9 de setembro de 2019 as 11:50, por: CdB

A Marfrig e a Minerva divulgaram nesta segunda-feira que tiveram fábricas habilitadas para exportar carne à China.

Por Redação, com Reuters – de Pequim

O Ministério da Agricultura do Brasil disse nesta segunda-feira ter recebido comunicação sobre a liberação de 25 novos estabelecimentos do país para exportações de carnes ao mercado chinês.

As unidades autorizadas a exportar para a China incluem 17 de carne bovina, 6 de carne de frango, uma de carne de porco e uma de carne de asininos

As unidades autorizadas a exportar para a China incluem 17 de carne bovina, 6 de carne de frango, uma de carne de porco e uma de carne de asininos, acrescentou a pasta, sem detalhar.

A Marfrig e a Minerva divulgaram nesta segunda-feira que tiveram fábricas habilitadas para exportar carne à China. No caso da Marfrig, foram liberadas a vender carne bovina para a China as unidades de Tangará da Serra e Várzea Grande (MT).

Já a Minerva disse que foram habilitadas as unidades de Rolim de Moura (RO) e Palmeiras de Goiás (GO), com capacidade total de abate de 3.500 cabeças/dia.

Importação de carne suína

No final de agosto, o Ministério do Comércio da China informou que buscará aumentar as importações de carne suína e também liberar carne de porco congelada, carne bovina e de carneiro das reservas estatais, no “devido tempo” para aumentar a oferta no mercado.

Os comentários foram feitos no momento em que os preços da carne suína no maior consumidor mundial de carne atingiram um recorde, depois que uma epidemia de peste suína africana varreu o rebanho do país, matando milhões de animais.

O rebanho suíno do país encolheu quase um terço ante o ano passado, segundo dados oficiais, e os preços da carne suína dispararam desde junho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *