Justiça obriga prefeitura a pagar reajuste salarial a servidores em Curitiba

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 21 de setembro de 2021 as 13:48, por: CdB

Na liminar, o TJ-PR entendeu que a decisão da prefeitura de suspender o reajuste dos servidores é inconstitucional e acarreta uma redução salarial que impacta na renda familiar, especialmente levando em conta o aumento inflacionário do país.

Por Redação, com Brasil de Fato – de Brasília

Na segunda, o Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) garantiu o pagamento do reajuste de 3,14% a servidores de Curitiba. A liminar suspende o decreto publicado pela prefeitura na última terça-feira (14), que cortava o pagamento do reajuste concedido no ano passado.

Redução salarial é inconstitucional no entendimento do Tribunal de Justiça do Paraná

Com a decisão, a gestão Greca será obrigada a continuar pagando o reajuste salarial, inclusive do mês de setembro em folha suplementar, impedindo a redução salarial.

Na liminar, o TJ-PR entendeu que a decisão da prefeitura de suspender o reajuste dos servidores é inconstitucional e acarreta uma redução salarial que impacta na renda familiar, especialmente levando em conta o aumento inflacionário do país.

Os sindicatos

A decisão foi concedida após um pedido de Tutela de Urgência realizado por todos os sindicatos que representam o funcionalismo municipal de Curitiba. A prefeitura ainda pode recorrer.

Em nota, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba (Sismuc) alerta para a importância de organização permanente da categoria. “Já sabemos que precisamos nos organizar para a data-base que acontece no final de outubro. Também não podemos esquecer de que mais ataques estão por vir, como é o caso da aplicação da alíquota da previdência aos aposentados que ganham acima de um salário mínimo e o aumento da idade para a aposentadoria dos demais trabalhadores”, lembra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code