Mick Schumacher correrá na Fórmula 2 em 2019

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Fórmula 1, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 27 de novembro de 2018 as 13:36, por: CdB

 A modalidade é a principal porta de entrada para a Fórmula 1, e os três primeiros colocados deste ano, George Russell, Lando Norris e Alexander Albon, conseguiram vagas em equipes da elite do esporte para 2019.

Por Redação, com Reuters – de Londres

O filho de 19 anos de Michael Schumacher, Mick, ficou mais próximo de repetir os passos do pai até a Fórmula 1 ao ser anunciado nesta terça-feira pela equipe Prema como piloto da escuderia na próxima temporada da Fórmula 2.

Piloto Mick Schumacher

A modalidade é a principal porta de entrada para a Fórmula 1, e os três primeiros colocados deste ano, George Russell, Lando Norris e Alexander Albon, conseguiram vagas em equipes da elite do esporte para 2019.

Mick Schumacher venceu o campeonato europeu de Fórmula 3 neste ano com oito vitórias, sete pole positions e 14 pódios. Esse título já o qualifica para correr na F1.

– Ele é um piloto extremamente talentoso e dedicado, trabalhar com ele é um prazer e mal podemos esperar para começarmos esta aventura juntos – disse Rene Rosin, chefe da equipe de motores Mercedes, em comunicado.

– Esta modalidade não é fácil devido à sua curva de aprendizagem para os novatos, especialmente com a introdução do novo carro, mas achamos que Mick tem a maturidade e as habilidades necessárias para se dar bem.

O jovem alemão disse que a mudança é um “passo lógico” na carreira, e que o ajudará a aprimorar suas habilidades e ganhar mais experiência.

– Não posso agradecer a família Prema o suficiente pelo que conquistamos juntos como equipe, especialmente neste ano, como continuamos a nos desenvolver juntos – acrescentou.

O jovem Schumacher fará testes com a Prema em Abu Dhabi no final desta semana.

Em outubro o pentacampeão Lewis Hamilton disse acreditar que Mick alcançará o auge do esporte.

– É 100 % que um Schumacher voltará à Fórmula 1, em parte por causa do nome, mas em segundo lugar porque ele está fazendo um ótimo trabalho – disse o piloto da Mercedes na ocasião.

Michael Schumacher detém o recorde de sete títulos mundiais, sendo cinco consecutivos com a Ferrari, e também o recorde de 91 vitórias na Fórmula 1.

O ex-piloto de 49 anos, cuja privacidade é preservada cuidadosamente, não é visto em público desde que sofreu ferimentos graves na cabeça em um acidente de esqui na França em dezembro de 2013.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *