Trump irá vetar projeto de lei que acabaria com declaração de emergência na fronteira

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 14 de março de 2019 as 11:45, por: CdB

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quinta-feira que irá vetar a legislação que encerraria sua declaração de emergência nacional na fronteira dos EUA.

Por Redação, com Reuters – de Washington

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quinta-feira que irá vetar a legislação que encerraria sua declaração de emergência nacional na fronteira dos EUA, caso o projeto seja aprovado no Senado norte-americano.

Presidente dos EUA, Donald Trump

– Estou preparado para vetar, se necessário – disse Trump em um tuíte matutino enviado enquanto o Senado se preparava para adotar a medida nesta quinta-feira.

Acordo comercial com o Reino Unido

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quinta-feira que antevê um acordo comercial de “larga escala” com o Reino Unido, no momento em que o governo britânico enfrenta dificuldades para alcançar um pacto de separação da União Europeia.

O rompimento de Londres com a UE alteraria as relações comerciais britânicas e forçaria o país a ir à mesa de negociação para firmar acordos comerciais bilaterais com outros países, incluindo os EUA.

– Meu governo espera negociar um acordo comercial de larga escala com o Reino Unido. O potencial é ilimitado! – disse Trump no Twitter.

O escritório do representante comercial dos EUA já anunciou que iniciará conversas com o Reino Unido depois de sua saída da UE, planejada para 29 de março. No mês passado o órgão delineou seus objetivos para um pacto, que incluíram barreiras tarifárias e não tarifárias reduzidas para bens industriais e agrícolas norte-americanos.

Trump fez do comércio e da economia de seu país um pilar de sua Presidência, alinhado à sua campanha “América Primeiro”, e vem tentando negociar pactos com China, Canadá e México, além da UE.

Faltando pouco mais de duas semanas para o Brexit sem a existência de um acordo firme, o Parlamento britânico deve votar nesta quinta-feira para decidir se pede um adiamento de última hora para a desfiliação depois de os parlamentares rejeitarem duas vezes o acordo da primeira-ministra, Theresa May.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *